23 de dez de 2016

Um conto sem titulo

Resultado de imagem para banco de uma praça tumblr


Eu vivi a mais linda história de amor que alguém poderia ter vivido nesse mundo que chamamos de nosso. Não tenho nome e nem sobrenome, não pra vocês. Claro que eu poderia narrar minha vida inteira para matar a curiosidade dos leitores, mas o meu amor não tem idade, não tem tempo e nem hora. Ele aconteceu numa tarde de primavera, entre rosas brancas e vermelhas. Uma garota esperta e um garoto sentimentaloide se é que posso me definir assim.
Escrever sobre a gente é difícil, quero dizer, escrever sobre o amor das nossas vidas é a pior tarefa que alguém pode nos dar porque não ha palavra nesse mundo que descreva a beleza daquela menina com os cabelos cachados mais lindo que já vi e aqueles olhos que me penetram como uma foice. Ela me olha como se fosse dona do mundo, me olha como seu eu fosse merecedor de todo aquele amor, que eu sei que não sou, ela me olha como se fosse a ultima vez e ali naquele banco da praça, eu tenho certeza que é.
O beijo dela é o melhor que eu poderia ter experimentado em toda a minha vida, cheio de mistérios e com um toque daquela bala de menta que ela comprou horas atrás, a minha preferida. A mordida que ela deu entre uma virada de cabeça e outra que me arrancou suspiros como nenhuma outra havia conseguido até então. A chuva que começou a cair e o sorriso dela, mesmo de olhos fechados, eu sabia que era o sorriso mais verdadeiro do mundo. 
Ela parou o beijo e me olhou de novo com aqueles olhos penetrantes e desviou com uma vergonha descaradamente impressionante e aquilo só me deu vontade de dizer o quanto eu amo aquela garota e então ela partiu, pela estrada de rosas brancas e vermelhas, mas tudo bem. Eu consegui eternizar cada pedaço daquela garota, eu consigo senti-la cada ver que eu leio esse humilde texto. Espero que vocês se sintam, ao menos, um pouco desse amor.
Não sei seu nome, seu endereço, seu número, mas tenho certeza que aquele beijo foi a melhor coisa que poderia me acontecer numa tarde de primavera e sou muito grato por me sentir amado pelo menos uma vez na vida, eu que sou tão normal, tive a honra de me sentir amado por uma das pessoas mais espetacular que já vi em todas a minha vida. 
Dica de musica:
Ben Howard - Promise 

Nenhum comentário:

Postar um comentário