18 de nov de 2015

Indecisões e decisões



Dê a quem você ama: asas para voar, raízes para voltar e motivos para ficar.

  Esse pensamento está me perseguindo. Em musicas, no Tumblr, na escola e em livros. Achei que isso poderia significar algo. Eu sou do tipo de pessoa que quando ama gruda e não solta mais, as vezes (quase sempre) eu acabo sufocando as pessoas que amo. 
   Preciso dar mais asas para as pessoas que amo, e elas vão ser livres para voltar. Eu sou o tipo de pessoa que nunca recebe atenção na mesma intensidade que doa, mas eu não posso cobrar das pessoas, não posso cobrar que elas me deem o que não podem. 
   Antes de fazer esse post, tentei ficar um dia inteiro sem chamar meus amigos no chat ou ligar e eu percebi que eu atrapalho eles um pouco e que eu preciso achar a felicidade em mim mesma e não neles. A final de conta as pessoas não são obrigadas a falar comigo e me dar atenção 24 horas por dia.
   Eu sempre me contento com o pouco do que as pessoas podem me dar, isso porquê, eu sou tão sozinha o tempo inteiro que quando estou com quem amo, fico feliz por ter alguém comigo. Eu agradeço todos os dias. Eu tenho tanta sorte de ter amigos, mas não tenho sorte de ser a que ama mais em uma relação.
 A vida é tão boa no primeiro episodio e tão decepcionante por não ter uma segunda temporada. Eu sei que é estranho mas eu passaria uma vida inteira ao seu lado, se você quisesse. Sorte a sua de poder escolher quem ama, mas pensando bem, a escolha nem foi tão sua assim. Mas como você, quando conhecemos uma pessoa, ela pode ficar mais linda, ou pode destruir tudo. Acho que eu destruí um pouco, você não acha?
   A verdade é que eu sou chata, meus amigos/familiares deveriam ganhar um Oscar. Eu sou doidinha, chata, infantil e as vezes madura de mais, indecisa, viciada em doce, mas mesmo assim ainda prefiro salgados, adoro praia (encho o saco de todos para irem comigo) Odeio acordar cedo, mas não consigo acordar tarde, adoro crianças e adoro brincar com elas, adoro café, mas prefiro chá, odeio o calor, mas não suporto ficar sem praia e eu amo amar as pessoas. 
    
Ahhh e eu nunca consigo manter o foco (comecei com "Dar asas as pessoas que amam" e terminei com "Como eu sou doida")



Meio sorriso - Manu Gavassi
caminho de volta - Meio sorriso

Nenhum comentário:

Postar um comentário